sexta-feira, 29 de julho de 2011

Desistir jamais...

  • 1 .Faliu no comércio aos 31 anos,
  • 2.Perdeu a eleição para deputado aos 32 anos, 
  • 3.Faliu novamente aos 34 anos, 
  • 4.Faleceu sua esposa aos 35 anos, 
  • 5.Teve colapso nervoso aos 36 anos, 
  • 6.Perdeu a eleição para prefeito aos 38 anos, 
  • 7.Perdeu a eleição para deputado estadual aos 46 anos, 
  • 8.Perdeu a eleição para deputado federal aos 48 anos, 
  • 9.Perdeu a eleição para o senado aos 55 anos, 
  • 10.Perdeu outra eleição para o senado aos 58 anos, 
  • 11.Aos 60 anos foi eleito Presidente dos EUA.
  • Este homem  foi um Vencedor ,um grande estrategista , um ser que não desistiu diante dos " Nãos" da vida.
  • Este homem foi  ABRAHAM LINCOLN!
    E pergunto a vocês meus caros: Porque desistir , se a batalha nem começou?
    E você já está desistindo?

Para refletir: O Fazendeiro e o Milho...


Conta à história, que um fazendeiro bem sucedido, ano após ano, ganhava o troféu "Milho Gigante", na feira de agricultura do município. Não dava outra; ele chegava à exposição com seu milho e saia com a faixa azul no peito. E seu produto era cada vez melhor. Em uma dessas ocasiões, um repórter ao entrevistá-lo após mais um prêmio, ficou intrigado com a informação do fazendeiro, de que compartilhava a semente de seu milho - de tanta qualidade - com seus vizinhos. - Porque o senhor compartilha a sua melhor semente com seus vizinhos quando, a cada ano, eles estão competindo com o seu produto? - quis saber o repórter. O fazendeiro pensou por alguns instantes, e respondeu: - Você não sabe, mas o vento apanha o pólen do milho maduro e o leva de campo em campo. Se meus vizinhos cultivarem milho inferior, a polinização degradará continuamente a qualidade do meu milho. Por isso, se eu quiser cultivar milho bom, de qualidade, eu tenho que ajudar meus vizinhos a cultivarem milho bom e de qualidade também. O fazendeiro estava atento à conexão da vida: o milho cultivado por ele só poderia melhorar se o produto do vizinho também tivesse a qualidade melhorada. Esse exemplo vale para todos, e em diversas dimensões da vida. Quem escolhe estar em paz, deve fazer com que seus vizinhos também estejam em paz. Quem quer viver bem, deve ajudar os outros para que também vivam bem. E quem quer ser feliz, deve fazer de tudo para que os outros também encontrem a felicidade. O bem estar de cada um está ligado ao bem estar de todos.

Que todos vocês consigam ajudar seus vizinhos a cultivarem um milho cada vez melhor!!!

Autor Desconhecido

Deputado e advogado desacatam policiais militares e vão parar em delegacia no Recife!


29 de Julho de 2011
O deputado estadual Vinícius Labanca (PSB) se envolveu, na noite de quinta-feira (28), em uma confusão em uma boate do bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife. A Polícia Militar chegou ao local para terminar com a briga, que teria começado porque o cunhado do deputado tentou sair do estabelecimento sem apresentar o cartão de consumação pago. O deputado e o advogado Ricardo Costa Pinto, 35 anos, que o acompanhava, terminaram parando na delegacia pois, segundo os policiais, eles teriam desacatado as autoridades, iniciando uma discussão. Foto/reprodução Alepe

Gestores de 33 municípios são acusados de descartar concursos e manter “cabide de empregos”


A não realização de concursos públicos em prefeituras do interior re Região Metropolitana tem gerado um “abuso de contratações temporárias”. A avaliação é do Ministério Público de Contas (MPCO) que, em 30 dias, denunciou ao Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE) 33 executivos municipais. “Mais do que a prefeitura ter virado um cabide de empregos, isso é um golpe na profissionalização. A administração perde qualidade e imparcialidade do controle interno”, comentou o procurador-geral do Ministério Público de Contas (MPCO), Gustavo Massa.

De acordo com a procuradora-geral do MPCO, Eliane Lapenda, autora de parte das representações, a maioria dessas cidades está há mais de dez anos sem realizar concurso. De acordo com ela, contratações temporárias “só têm razão de ser perante situações realmente excepcionais” e pediu ao TCE que determine às prefeituras um levantamento da real necessidade de pessoal e a fixação de prazos para a realização de concursos sob risco de aplicação de multa e denúncia ao Ministério Público Estadual por improbidade administrativa.

Um dos municípios listados por Lapenda é o de Igarassu, na Região Metropolitana. Em 2010 o prefeito Gesimário Baracho (PSB) enviou um projeto de lei para a Câmara Municipal pedindo a criação de cargos para realização do concurso. O projeto foi aprovado com alterações, mas o socialista não sancionou o texto e a Casa precisou promulgá-lo.

“No texto inicial não tinha vaga para guardas e merendeiras, por exemplo. Hoje as escolas estão funcionando com 40% de funcionários temporários e 50% dos vigilantes também são temporários”, justificou o vereador Ademar de Barros (PDT). A aprovação da matéria tem quase um ano. Apesar disso, até o momento a cidade espera o lançamento do edital. De acordo com o secretário de Administração, Arlindo Teixeira, isso deve ocorrer no segundo semestre. “Não é tão simples fazer um concurso. Estamos trabalhando para que seja algo consistente”, declarou, afirmando que serão abertas 400 vagas. 

SAIBA MAIS:
Municípios notificados pelo TCE para realização de concurso público. 

Altinho, Angelim, Barra de Guabiraba, Belém de Maria, Brejão, Cachoeirinha, Caetés, Calçado, Calumbi, Capoeiras, Caruaru, Chã Grande, Exu, Granito, Gravatá, Ibirajuba, Itamaracá, Igarassu, Itapissuma, Itaquitinga, Jataúba, Orocó, Panelas, Serra Talhada, Saloá, Santa Filomena, São Bento do Uma, São João, São Joaquim do Monte, São José do Belmonte, Surubim, Tamandaré, Terezinha.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Nova fábrica da Votorantim cria 450 empregos em Paulista



A nova linha de produção da cimento Poty, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, ocorre após investimentos de R$ 70 milhões e vai gerar 450 empregos diretos e indiretos, com capacidade para produzir 750 mil toneladas de cimento por ano.

O Governo de Pernambuco, por meio do Programa de Desenvolvimento de Pernambuco (Prodepe), concedeu 75% de crédito presumido à empresa.

A retomada na produção de cimento no Estado faz parte do plano de expansão da Votorantim, que prevê investimentos de R$ 2,5 bilhões na construção de oito novas fábricas em sete estados brasileiros, consolidando R$ 5 bilhões em investimentos no período de 2007 a 2013 na construção e reativação de 22 unidades fabris.

O governador Eduardo Campos participa amanhã (27/07), às 11 horas, da solenidade de inauguração da nova linha de produção.
 

terça-feira, 26 de julho de 2011

Solidariedade: quando a ajuda vem da internet

Grupo usa as redes sociais para convocar doadores de sangue; por meio de um blog, os amigos da menina Ana Clara arrecadam doações para custear o tratamento e compra de uma perna mecânica para ela


Clarinha

Projeto Clarear
Está enganado quem imagina que as redes sociais são apenas fonte de lazer. A mobilização feita virtualmente, por meio dessas redes, é real e pode ajudar a salvar muitas vidas. Em Pernambuco, pelo menos dois grupos chamam a atenção nos últimos meses: o Veia Social, que convoca doadores de sangue, e o Projeto Clarear, que ajuda uma pequena portadora de câncer, Clarinha, que precisa de ajuda para comprar uma perna mecânica.

Algumas pessoas fazem da doação de sangue uma rotina. É o caso do jornalista Gianfrancesco Lins de Melo, que doa a cada quatro meses, e do vendedor Carlos André, que, com ou sem campanha, costuma frequentar o hemocentro. Mas Isabella Magalhães adquiriu consciência da importância do gesto por causa da internet. Esta é a quarta vez que esta voluntária do Veia Social estende o braço – e não sabe para quem vai o sangue. Diz que isso é o que menos interessa.

"Sempre quis doar sangue, mas por causa da correria da vida, eu nunca vim. Aí eu vim e me tornei doadora, voluntária da Veia Social, participo da divulgação na internet e todas as mobilizações que têm aqui eu também venho", diz Isabella.

Também voluntária, Kássia Santana  vive com o celular na mão acessando o Veia Social, um grupo que usa as redes sociais para mobilizar o maior número possível de doadores de sangue. "O grupo resolveu fazer esse trabalho porque é muito carente de doadores. Muita gente tem medo de doar sangue", conta Kássia.

É um movimento que a supervisora de captação do Hemope, Josinete Gomes , acompanha com alegria.  Na primeira mobilização, foram 20 doadores. Na próxima, a terceira, marcada para o dia 30 deste mês, são esperados mais de cem. "Eu acho que isso é modernizar a forma de abordagem, acompanhar a evolução da sociedade e trazer o internauta para se informar sobre o serviço", afirma Josinete.

O turismólogo e fotógrafo Rafael Bandeira criou um blog para tentar ajudar Ana Clara (fotos 1 e2), prima da namorada dele. Mais de 11.400 visitantes do Brasil e do mundo já acessaram o site e se comoveram com a luta de Clarinha, como ela gosta de ser chamada.

"A gente fez para chegar até os amigos. Mas aí eles espalharam para outros amigos, que também espalharam e a gente não sabe até onde chegou", conta Rafael.

Clarinha vai ter que amputar a perna e o mundo de carinho que chegou pela internet traz um alento – assim como o amor da irmã, dos pais e dos amigos. No dia 13 de agosto vai acontecer uma festa para arrecadar a quantia necessária para comprar a prótese que vai substituir a perna dela. E o convite, claro, está na internet. 

SERVIÇO:
Blog de Clarinha - http://oprojetoclarear.blogspot.com/

Veia Social - http://www.veiasocial.com.br/

CIDADE DE PAULISTA-PE REALIZARÁ TERCEIRA CONFERÊNCIA MUNICIPAL DA MULHER.


A terceira Conferência Municipal da Saúde da Mulher de Paulista será realizada nos dias 28 e 29 de Julho,na qual será discutido o tema "Elevação da qualidade de vida e promoção de direitos das mulheres". Sendo dia 28 no auditório do Senac/Paulista,no horário das 13:30 às 17:00h,e dia 29 no auditório da FASUP, na Vila Torres Galvão,no horário das 09:00 às 17:00h.

Jaboatão pode não ter aumento do número de vagas na Câmara dos Vereadores para 2012.

Pelo andar da carruagem, a Câmara dos Vereadores do Jaboatão vem trabalhando no sentido de não aumentar o número de cadeiras no Legislativo, no país este exemplo já vem sendo seguido por várias Câmaras Municipal, a exemplo das cidades de Guaramirim e Jaraguá do Sul. O aumento das Câmaras está relacionado ao número da população, em Jaboatão teríamos o direito de aumentar a Câmara em mais seis vagas, passando a Câmara de 21 para 27 Vereadores já para a legislatura que se inicia em janeiro de 2013. As Câmaras já possuem o aval do Legislador para alteração da Lei Orgânica e aumentar o número de representantes Municipal, para que isso possa ocorrer se faz necessária a aprovação de emenda a Lei Orgânica Municipal. Como até o Presente momento a Câmara do Jaboatão ainda não se pronunciou sobre o aumento do número de vagas, cabe a seguinte indagação; será que os nossos Vereadores vão aderir à campanha Nacional e não aumentar o número de Vagas no legislativo?  Será que não deveríamos ouvir a população sobre o aumento do número de Vagas na Câmara de Vereadores? O que vocês acham? Para que a nova regra entre em vigor, a aprovação tem que ocorrer um ano antes das próximas eleições, quer dizer, até setembro. Há tempo para abrirmos uma discussão, quem sabe uma audiência Pública caberia muito bem.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Site calcula hora de se aposentar


MANUELLA BEZERRA DE MELO
Especial para a Folha

A página da Previdência Social na internet (www. previ­den­cia.gov.br) mudou a versão do Simulador de Aposentadoria disponível. O serviço, que permite ao trabalhador calcular o tempo de contribuição dos segurados do Regime de Previdência Social, substituiu o anterior, com o objetivo de ser mais didático para o usuário.

O novo sistema foi desenvolvido para que o trabalhador pos­sa descobrir se tem as condições devidas para aposentadoria, além do tempo que falta para integralidade. Mas, apesar da suposta utilidade pública do serviço, pode ser arriscado para um cidadão comum recorrer a certas ferramentas, sob o risco de equivocar-se na leitura técnica da hora certa de dar a entrada na aposentadoria.

Não há como se tirar o mérito dos serviços oferecidos pelo sistema da página da Previdência Social. Nesta nova versão do aplicativo, é possível realizar a validação dos dados cadastrais inseridos pelo cidadão, verificando os já existentes no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

Ao identificar divergência entre os dados inseridos e os do CNIS, o usuário é automaticamente informado que deve agendar um atendimento em uma Agência da Previdência Social para a regularização do cadastro. No caso de aposentadoria proporcional, além do tempo de contribuição, o aplicativo verifica se o usuário possui a idade mínima, requisito obrigatório para o reconhecimento do direito ao benefício.

O advogado previdenciário Ney Araújo orienta que se procure um profissional da área para uma orientação prévia antes de dar entrada na aposentadoria. Para ele, ainda que o sistema ajude, é preciso orientação de alguém que possa fazer uma interpretação mais específica.

“Os cálculos da Previdência são, muitas vezes, complexos até mes­mo para um especialista. Pode revelar coisas que o leigo não saiba identificar ou, até mesmo, entenda de maneira equivocada. É prudente fazer uma projeção detalhada”, esclareceu. “De qualquer forma, o sistema pode auxiliar os profissionais da área para que eles orientem o usuário”, finalizou.

Governo lança Campanha para pais registrarem os filhos em Pernambuco

O Governo do Estado lança em parceria com a Associação Pernambucana de Mães Solteiras (Apemas) na manhã desta terça-feira (26) a Campanha "Seja o Herói do Seu Filho", que visa levar cerca de 3 mil pais a registrarem voluntariamente seus filhos.

As ações vão ser realizadas nos dia 8,9 e 10 de agosto em vários locais. Em Recife, a Campanha vai se concentrar no Fórum Joana Bezerra.

Em Jaboatão, vai ser realizado na Faculdade Metropolitana. Já em Olinda, a Campanha acontecerá na Defensoria Pública e no Fórum de Olinda.

Todos os presídios da Região Metropolitana do Recife também irão aderir à Campanha.

Além da Apemas, a Campanha também conta com a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o Ministério Público e a Defensoria Pública como parceiros.

Relembrando nossa trajetória...

Alencar, Ivys Ribeiro, Miza e Júnior Matuto
 Em 2008 tivemos uma eleição difícil em nosso município. Mas sabíamos que  a vontade do POVO seria respeitada, pois a própria Bíblia relata que: " Toda autoridade é constituida por Deus..." 2012 está chegando, novos tempos, e se renova a esperança que novamente a votande do POVO prevalecerá.
Pref. Ivys Ribeiro, Miza e Ver. Júnior Matuto
E assim traçamos a continuidade da nossa trajetória, tempos novos virão, e quem trabalhou árduo colherá o fruto do seu trabalho, mas que não soube semear uma boa semente, por certo bons frutos não colherá...
Miza.

AMANHÃ - 26 de julho - DIA DOS AVÓS



A você querida amiga e amigo que já tem netinhos sabe o quanto é grande o amor que une os avos aos netos, como é grandioso este amor que é a continuidade de nossos filhos, onde vemos nossas sementes de paz, harmonia, alegria e amor brotar em nossa caminhada de grande conquista ao abraçar nossos netos neste dia.

7º Encontro do PTC em Jaboatão dos Guararapes


Mário Pinheiro
Amanhã, dia 26/07,às 19:30hs. haverá mais uma reunião do PTC em Jaboatão do Guararapes, na Escola Sandra Maria, próximo ao Mercado da Mangueiras em Prazeres. Presidida pelo presidente do PTC municipal, Mário Pinheiro, o evento visa fortalecer os pré-candidatos a vereadores. Ainda em  pauta de negociação o nome do candidato a prefeito do município pela legenda. O PTC em Jaboatão conta com o apoio do Dep. Est. Eriberto Medeiros, e trás em seus nomes pessoas do povo como a Líder Comunitária, Nina do Zumbi do Pacheco, onde reflete a esperança de trazer ao eleitorado jaboatonense a transparência e seriedade de um grupo do povo e para o POVO... 

“Os resultados mostrarão que a gente tem capacidade

Entrevista: João da Costa (PT) - Prefeito do Recife
<><>
<>
<><>
“Os resultados mostrarão que a gente tem capacidade”





PETISTA diz que ações vão pavimentar sua reeleição
Na véspera do lançamento da pedra fundamental da Via Mangue, o prefeito João da Costa (PT) já deixava transparecer o alívio que sentia com o início efetivo das obras dessa sua promessa de campanha. A intervenção viu suas primeiras estacas batidas, deixando o petista confiante no reconhecimento de sua gestão. “A realidade ela se impõe! Os fatos eles se impõem!”, asseverou. Nesta entrevista exclusiva, concedida, sexta-feira passada, no canteiro de obras da benfeitoria, Costa lembrou as dificuldades enfrentadas, queixou-se de “apanhar” muito e destacou o que vem sendo realizado no município. O gestor disse ainda que o conjunto de ações do seu governo mostrará que ele tem competência para gerir o Recife. “Os resultados vão mostrar que a gente tinha essa capacidade e tem de ser prefeito”, sacramentou.
A Via Mangue está sendo iniciada com a construção de uma alça aqui no viaduto Capitão Temudo. Muita gente desconhecia esse trecho da obra?
Esse trecho aqui do projeto faz parte de um sistema viário que se interliga. Nós temos o principal corredor Norte/Sul, que é uma continuidade da PE-15, que vem de Paulista e vai até a Zona Sul da cidade do Recife. A gente procura integrar esses dois sistemas. O sistema da Via Mangue com o da avenida Agamenon Magalhães e Capitão Temudo. Essas duas alças aqui vão integrar a Avenida Sul, a Rua Imperial, Capitão Temudo e a Via Mangue. Isso vai permitir que a gente melhore a fluidez do trânsito. O Cabanga será o encontro dos dois principais sistemas viários da cidade, ligando a Região Metropolitana Norte com a Região Metropolitana Sul. Esse encontro aqui é muito importante. Essas duas alças aqui são o início da Via Mangue, quando você vem do Centro do Recife. A outra ponta, que é na avenida Antônio Falcão, do Rio Jordão, do canal de Setúbal, ficará integrada à outra parte da cidade. Então, somarão dois sistemas porque poderá se sair aqui do Centro para ir até a Zona Sul, porque a gente vai interligar isso com a Estrada da Batalha. Um sistema de mobilidade importante para a Região Metropolitana.
Com a Via Mangue, o senhor entende que tem uma oportunidade de cravar a marca da sua administração? Ela pode ser o grande legado de João da Costa, uma vez que o senhor sempre ressalta que o Recife não tem uma intervenção desse porte há 40 anos?
Nosso legado é mais alto do que isso. A gente trabalha com o conceito de governo de participação do povo, de mobilização popular, de discutir com a sociedade as principais prioridades. A Via Mangue é uma das grandes prioridades, porque você prepara a cidade para o futuro. A gente está trabalhando em diversos projetos de infraestrutura que são importantes para a cidade, estruturando um conjunto de parques. Iniciamos o Capibaribe Melhor; projetos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que são obras de saneamento importantes na Zona Norte e na região da Caxangá. E a Via Mangue, pela sua importância social para a mobilidade urbana de toda região Sul do Recife, é uma obra marcante que não deixa de marcar a nossa gestão, a minha gestão. Mas ela se insere dentro de uma marca maior: um governo que cuida da cidade, que cuida das pessoas; cuidando do presente mas preparando o futuro. Do ponto de vista de infraestrutura, não resta a menor dúvida que essa é a maior obra. A maior viária dos últimos 40 anos do Recife e uma das maiores do Brasil, hoje, em execução. Então, é uma grande obra que vai mudar todo o acesso à Zona Sul. Vai permitir o acesso da população ao Parque dos Manguezais. Vai protegê-lo. É uma obra que tem um cunho social importante, porque vai tirar mais de mil famílias das palafitas, em Boa Viagem. É uma obra que vai fazer três unidades de esgotamento sanitário aqui nessa região. Eu diria que é uma obra de urbanização e estrutural muito importante para a cidade do Recife. Me dá muito orgulho de ter viabilizado o seu financiamento, de estar iniciando essa obra. É uma obra de parceria do Governo Federal, do Governo do Estado... Mas tem uma marca nossa que é a determinação de correr atrás, de tirar do papel, de arrumar o dinheiro.
Devido aos muitos entraves, a obra teve seu início retardado por diversas vezes. Foram problemas com os Tribunais de Contas do Estado e da União, com o Ministério Público, com a liberação da licença ambiental. Hoje, o prefeito se sente aliviado com o início efetivo das obras?
Muito, muito contente, né? Na verdade, esse é um projeto da cidade pensado há mais de 30 anos, que estamos tirando do papel. É uma obra complexa, mas tivemos a aprovação de todas as análises que foram feitas da Via Mangue. Tivemos uma licitação que o preço final ficou abaixo do estipulado pelo Tribunal de Contas. Aprovamos isso na CPRH, discutimos isso no Ministério Público Ambiental, fizemos a maior audiência pública, daqui de Pernambuco, com mais de 3 mil pessoas no Geraldão debatendo a Via Mangue. Então, é uma obra que passou pelo crivo social, pelo crivo ambiental, pelo crivo dos órgãos de controle. Viabilizamos o financiamento que permite que a gente realize a obra. E temos a nossa satisfação de ter uma grande empresa, que tem origem aqui em Pernambuco, realizando essa obra. É uma obra que nos enche hoje de muita alegria de poder ser o prefeito que tirou isso do papel. Estamos começando, e eu espero estar na Prefeitura para concluir essa obra.
E qual o prazo para a Via Mangue ficar pronta?
O prazo é setembro de 2013. São 30 meses. É o cronograma. Essa é uma das seis obras, de 50 que foram aprovadas no PAC da Copa, que estão em execução no Brasil. Isso mostra a eficiência, a mobilização do nosso governo. De 50 aprovadas no PAC da Copa, só tem seis em execução e uma delas é a Via Mangue. Isso mostra a capacidade que nos tivemos de, em um ano e meio, aprovar no PAC da Copa, fazer a licitação e hoje poder estar iniciando de fato a obra do sistema viário da Via Mangue.
Essa é a segunda etapa da Via Mangue. Ela será inaugurada também em etapas ou só após sua conclusão?
Na medida que a gente for concluindo etapas que possam já interagir com o sistema viário, vamos fazer isso. A nossa ideia é já em setembro do próximo ano,concluir essa primeira etapa que é a ligação da Agamenon Magalhães com o Pina, Jardim Beira-Rio. É possível fazer. Estamos trabalhando com esse cronograma. Estamos trabalhando, ao mesmo tempo, com outra etapa que é ligar a avenida que fica em torno do canal de Setúbal indo até a Domingos Ferreira. Então, isso é possível da gente ir entregando à população por etapas. E concluir a Via Mangue, todo o seu sistema viário em setembro de 2013.
Quando houver a inauguração da próxima etapa, o senhor sabe que será questionado pela oposição - que já acusou as gestões petistas de realizar mais de uma inauguração de uma mesma obra. Como responderá a esse tipo de crítica?
Não posso pensar nisso agora. Tenho que pensar em fazer. Não posso pensar que as pessoas vão reclamar porque a gente está fazendo. Diziam que a gente não iria fazer a Via Mangue, que eu era Pinóquio, que eu estava no guia eleitoral (de 2008) prometendo uma coisa que tinha sido prometida antes, que não sairia do papel, que era grandiosa, que isso não iria acontecer. E, agora, a população não pode ter mais dúvida. Agora é a obra real, acontecendo. Fruto do nosso trabalho, do trabalho de toda a equipe. Isso não é resposta à sociedade, é compromisso que assumimos se tornando realidade.
O senhor assumiu a Prefeitura, em 2008, ostentando uma marca de gerente, de quem realiza. Essa sua característica foi questionada pela oposição por diversas vezes. Com a Via Mangue, o senhor dá a resposta de que esse “gerente está aqui”?
Não dou resposta para ninguém. Eu afirmo o meu trabalho. Então, quem vai julgar é a sociedade. Eu não respondo a ninguém. Trabalho e muito.
João da Costa se sente maior politicamente do que em 2009 com a Via Mangue começando hoje?
A realização de obras mostra o compromisso e a capacidade que tinha como prefeito do Recife, de realizar os projetos para a cidade. Está aí o Capibaribe Melhor, a Via Mangue, está um plano de trânsito já apresentado, estamos discutindo uma parceria com o Governo do Estado para um grande plano de mobilidade para o Recife e Região Metropolitana. Estamos construindo seis parques na cidade para mudar o perfil ambiental do Recife. Articulamos muito com o governo do ex-presidente Lula (PT), e, agora, com o da presidenta Dilma Rousseff, e captamos cerca de R$ 1 bilhão em projetos para a cidade, sem em nenhum momento perder a capacidade de diálogo com a população. A cada ano, estamos fazendo o processo de Orçamento Participativo com mais gente participando e acreditando. Então, a realidade ela se impõe! Os fatos eles se impõem! Por onde você andar vai ver a Via Mangue, os parques, reordenamento do Centro, recuperação de praças; vai ver 20 Academias da Cidade, 14 conjuntos habitacionais entregues e outros 16 em construção; dezenas e dezenas de ruas sendo pavimentadas. Mudando o presente e preparando a cidade para o futuro. Hoje, o diálogo permanente com a Câmara, governabilidade estabelecida, sem perder em momento nenhum o nosso foco, que é de trabalhar pela cidade, de enfrentar as dificuldades com firmeza e com coragem. Mas buscando a parceria com os aliados e com a população. Procurando mostrar com trabalho os compromissos assumidos com a população. E o resultado disso tudo, evidentemente, nos permite credenciar politicamente como prefeito, mostrando que a gente tinha a capacidade de ser prefeito da cidade do Recife. Os resultados vão mostrar que a gente tinha essa capacidade e tem de ser prefeito.
Alguns aliados seus reclamam que João da Costa é o prefeito que mais apanhou na história do Recife. O senhor se sente dessa forma? Se sente injustiçado?
Não. Não me sinto injustiçado. Acho que estou apanhando muito pela forma como eu governo, pelos compromissos políticos que eu tenho, pela firmeza dos meus princípios, de não abrir mão deles. Dialogando, mas muito firme nas posições. As pessoas sabem da minha capacidade, da minha capacidade de trabalho, da minha capacidade de gerenciar. Às vezes, ela não é expressa porque tem muito conflito político. A gente também tem a capacidade de ir enfrentando esses conflitos. Então, evidentemente, que a gente sofreu e ainda sofre ataques sistemáticos, mas a gente busca a parceria do povo para superar isso.
Há pouco tempo,o seu secretário de Turismo, André Campos (PT), disse que João da Costa é o candidato do PT para ganhar ou para perder. É para ganhar ou para perder mesmo?
Isso a gente só vai discutir em 2012. Eu tenho que honrar os compromissos com a população da cidade do Recife, trabalhando muito. E é isso que eu estou fazendo, hoje, aqui. No sábado, lançamos a pedra fundamental da Via Mangue (o ato ocorreu no último sábado). Estamos hoje concretizando o sonho do recifense que era uma alternativa viária para a Zona Sul do Recife, que hoje está estrangulada. Esse compromisso que eu assumi durante a campanha eleitoral estou honrando. Dois mil e onze é ano de trabalho, de muito trabalho. Estamos fazendo isso! E candidatura, eleição, serão discutidas no momento certo, no próximo ano, lá para maio e junho, que é quando tem as convenções partidárias. Será o momento onde a gente terá a definição, e estamos muito confiantes no trabalho que estamos fazendo.
Falando em candidatura, na eleição passada o senhor fez uma série de promessas. Vai dar para cumprir todas até o final do seu mandato, em dezembro de 2012?
Nós estamos trabalhando para isso. Fazendo coisas até que não foram compromissos assumidos, mas foram oportunidades que foram aparecendo. As principais promessas nós estamos cumprindo. Tudo aquilo que foi assumido, praticamente, hoje tudo já está em andamento, idealizando e concretizando. Ampliamos o Programa de Saúde da Família (PSF). Hoje, ele cobre cerca de 80% da população mais pobre da cidade. Estamos concluindo a licitação de 11 CMEIs (Centro Municipal de Educação Infantil). Já tem três sendo construídos. Vamos chegar, até o final do próximo ano, com 20 sendo concluídos e 20 em licitação. Foram 40 que assumimos o compromisso. Na área de habitação, vamos entregar 30 conjuntos habitacionais, que fazem parte de cinco mil habitações. Iniciamos o projeto de revitalização do Centro do Recife. Estamos trabalhando no Recife Antigo para revitalização daquela área. Estamos fazendo parcerias com o Governo do Estado, com o Governo Federal. Priorizamos uma série de intervenções nas áreas mais pobres do Recife. No final, quando a gente for ver o conjunto da obra - em andamento e concluídas - temos certeza de que o julgamento será favorável.

Na véspera do lançamento da pedra fundamental da Via Mangue, o prefeito João da Costa (PT) já deixava transparecer o alívio que sentia com o início efetivo das obras dessa sua promessa de campanha. A intervenção viu suas primeiras estacas batidas, deixando o petista confiante no reconhecimento de sua gestão. “A realidade ela se impõe! Os fatos eles se impõem!”, asseverou. Nesta entrevista exclusiva, concedida, sexta-feira passada, no canteiro de obras da benfeitoria, Costa lembrou as dificuldades enfrentadas, queixou-se de “apanhar” muito e destacou o que vem sendo realizado no município. O gestor disse ainda que o conjunto de ações do seu governo mostrará que ele tem competência para gerir o Recife. “Os resultados vão mostrar que a gente tinha essa capacidade e tem de ser prefeito”, sacramentou.
A Via Mangue está sendo iniciada com a construção de uma alça aqui no viaduto Capitão Temudo. Muita gente desconhecia esse trecho da obra?
Esse trecho aqui do projeto faz parte de um sistema viário que se interliga. Nós temos o principal corredor Norte/Sul, que é uma continuidade da PE-15, que vem de Paulista e vai até a Zona Sul da cidade do Recife. A gente procura integrar esses dois sistemas. O sistema da Via Mangue com o da avenida Agamenon Magalhães e Capitão Temudo. Essas duas alças aqui vão integrar a Avenida Sul, a Rua Imperial, Capitão Temudo e a Via Mangue. Isso vai permitir que a gente melhore a fluidez do trânsito. O Cabanga será o encontro dos dois principais sistemas viários da cidade, ligando a Região Metropolitana Norte com a Região Metropolitana Sul. Esse encontro aqui é muito importante. Essas duas alças aqui são o início da Via Mangue, quando você vem do Centro do Recife. A outra ponta, que é na avenida Antônio Falcão, do Rio Jordão, do canal de Setúbal, ficará integrada à outra parte da cidade. Então, somarão dois sistemas porque poderá se sair aqui do Centro para ir até a Zona Sul, porque a gente vai interligar isso com a Estrada da Batalha. Um sistema de mobilidade importante para a Região Metropolitana.
Com a Via Mangue, o senhor entende que tem uma oportunidade de cravar a marca da sua administração? Ela pode ser o grande legado de João da Costa, uma vez que o senhor sempre ressalta que o Recife não tem uma intervenção desse porte há 40 anos?
Nosso legado é mais alto do que isso. A gente trabalha com o conceito de governo de participação do povo, de mobilização popular, de discutir com a sociedade as principais prioridades. A Via Mangue é uma das grandes prioridades, porque você prepara a cidade para o futuro. A gente está trabalhando em diversos projetos de infraestrutura que são importantes para a cidade, estruturando um conjunto de parques. Iniciamos o Capibaribe Melhor; projetos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que são obras de saneamento importantes na Zona Norte e na região da Caxangá. E a Via Mangue, pela sua importância social para a mobilidade urbana de toda região Sul do Recife, é uma obra marcante que não deixa de marcar a nossa gestão, a minha gestão. Mas ela se insere dentro de uma marca maior: um governo que cuida da cidade, que cuida das pessoas; cuidando do presente mas preparando o futuro. Do ponto de vista de infraestrutura, não resta a menor dúvida que essa é a maior obra. A maior viária dos últimos 40 anos do Recife e uma das maiores do Brasil, hoje, em execução. Então, é uma grande obra que vai mudar todo o acesso à Zona Sul. Vai permitir o acesso da população ao Parque dos Manguezais. Vai protegê-lo. É uma obra que tem um cunho social importante, porque vai tirar mais de mil famílias das palafitas, em Boa Viagem. É uma obra que vai fazer três unidades de esgotamento sanitário aqui nessa região. Eu diria que é uma obra de urbanização e estrutural muito importante para a cidade do Recife. Me dá muito orgulho de ter viabilizado o seu financiamento, de estar iniciando essa obra. É uma obra de parceria do Governo Federal, do Governo do Estado... Mas tem uma marca nossa que é a determinação de correr atrás, de tirar do papel, de arrumar o dinheiro.
Devido aos muitos entraves, a obra teve seu início retardado por diversas vezes. Foram problemas com os Tribunais de Contas do Estado e da União, com o Ministério Público, com a liberação da licença ambiental. Hoje, o prefeito se sente aliviado com o início efetivo das obras?
Muito, muito contente, né? Na verdade, esse é um projeto da cidade pensado há mais de 30 anos, que estamos tirando do papel. É uma obra complexa, mas tivemos a aprovação de todas as análises que foram feitas da Via Mangue. Tivemos uma licitação que o preço final ficou abaixo do estipulado pelo Tribunal de Contas. Aprovamos isso na CPRH, discutimos isso no Ministério Público Ambiental, fizemos a maior audiência pública, daqui de Pernambuco, com mais de 3 mil pessoas no Geraldão debatendo a Via Mangue. Então, é uma obra que passou pelo crivo social, pelo crivo ambiental, pelo crivo dos órgãos de controle. Viabilizamos o financiamento que permite que a gente realize a obra. E temos a nossa satisfação de ter uma grande empresa, que tem origem aqui em Pernambuco, realizando essa obra. É uma obra que nos enche hoje de muita alegria de poder ser o prefeito que tirou isso do papel. Estamos começando, e eu espero estar na Prefeitura para concluir essa obra.
E qual o prazo para a Via Mangue ficar pronta?
O prazo é setembro de 2013. São 30 meses. É o cronograma. Essa é uma das seis obras, de 50 que foram aprovadas no PAC da Copa, que estão em execução no Brasil. Isso mostra a eficiência, a mobilização do nosso governo. De 50 aprovadas no PAC da Copa, só tem seis em execução e uma delas é a Via Mangue. Isso mostra a capacidade que nos tivemos de, em um ano e meio, aprovar no PAC da Copa, fazer a licitação e hoje poder estar iniciando de fato a obra do sistema viário da Via Mangue.
Essa é a segunda etapa da Via Mangue. Ela será inaugurada também em etapas ou só após sua conclusão?
Na medida que a gente for concluindo etapas que possam já interagir com o sistema viário, vamos fazer isso. A nossa ideia é já em setembro do próximo ano,concluir essa primeira etapa que é a ligação da Agamenon Magalhães com o Pina, Jardim Beira-Rio. É possível fazer. Estamos trabalhando com esse cronograma. Estamos trabalhando, ao mesmo tempo, com outra etapa que é ligar a avenida que fica em torno do canal de Setúbal indo até a Domingos Ferreira. Então, isso é possível da gente ir entregando à população por etapas. E concluir a Via Mangue, todo o seu sistema viário em setembro de 2013.
Quando houver a inauguração da próxima etapa, o senhor sabe que será questionado pela oposição - que já acusou as gestões petistas de realizar mais de uma inauguração de uma mesma obra. Como responderá a esse tipo de crítica?
Não posso pensar nisso agora. Tenho que pensar em fazer. Não posso pensar que as pessoas vão reclamar porque a gente está fazendo. Diziam que a gente não iria fazer a Via Mangue, que eu era Pinóquio, que eu estava no guia eleitoral (de 2008) prometendo uma coisa que tinha sido prometida antes, que não sairia do papel, que era grandiosa, que isso não iria acontecer. E, agora, a população não pode ter mais dúvida. Agora é a obra real, acontecendo. Fruto do nosso trabalho, do trabalho de toda a equipe. Isso não é resposta à sociedade, é compromisso que assumimos se tornando realidade.
O senhor assumiu a Prefeitura, em 2008, ostentando uma marca de gerente, de quem realiza. Essa sua característica foi questionada pela oposição por diversas vezes. Com a Via Mangue, o senhor dá a resposta de que esse “gerente está aqui”?
Não dou resposta para ninguém. Eu afirmo o meu trabalho. Então, quem vai julgar é a sociedade. Eu não respondo a ninguém. Trabalho e muito.
João da Costa se sente maior politicamente do que em 2009 com a Via Mangue começando hoje?
A realização de obras mostra o compromisso e a capacidade que tinha como prefeito do Recife, de realizar os projetos para a cidade. Está aí o Capibaribe Melhor, a Via Mangue, está um plano de trânsito já apresentado, estamos discutindo uma parceria com o Governo do Estado para um grande plano de mobilidade para o Recife e Região Metropolitana. Estamos construindo seis parques na cidade para mudar o perfil ambiental do Recife. Articulamos muito com o governo do ex-presidente Lula (PT), e, agora, com o da presidenta Dilma Rousseff, e captamos cerca de R$ 1 bilhão em projetos para a cidade, sem em nenhum momento perder a capacidade de diálogo com a população. A cada ano, estamos fazendo o processo de Orçamento Participativo com mais gente participando e acreditando. Então, a realidade ela se impõe! Os fatos eles se impõem! Por onde você andar vai ver a Via Mangue, os parques, reordenamento do Centro, recuperação de praças; vai ver 20 Academias da Cidade, 14 conjuntos habitacionais entregues e outros 16 em construção; dezenas e dezenas de ruas sendo pavimentadas. Mudando o presente e preparando a cidade para o futuro. Hoje, o diálogo permanente com a Câmara, governabilidade estabelecida, sem perder em momento nenhum o nosso foco, que é de trabalhar pela cidade, de enfrentar as dificuldades com firmeza e com coragem. Mas buscando a parceria com os aliados e com a população. Procurando mostrar com trabalho os compromissos assumidos com a população. E o resultado disso tudo, evidentemente, nos permite credenciar politicamente como prefeito, mostrando que a gente tinha a capacidade de ser prefeito da cidade do Recife. Os resultados vão mostrar que a gente tinha essa capacidade e tem de ser prefeito.
Alguns aliados seus reclamam que João da Costa é o prefeito que mais apanhou na história do Recife. O senhor se sente dessa forma? Se sente injustiçado?
Não. Não me sinto injustiçado. Acho que estou apanhando muito pela forma como eu governo, pelos compromissos políticos que eu tenho, pela firmeza dos meus princípios, de não abrir mão deles. Dialogando, mas muito firme nas posições. As pessoas sabem da minha capacidade, da minha capacidade de trabalho, da minha capacidade de gerenciar. Às vezes, ela não é expressa porque tem muito conflito político. A gente também tem a capacidade de ir enfrentando esses conflitos. Então, evidentemente, que a gente sofreu e ainda sofre ataques sistemáticos, mas a gente busca a parceria do povo para superar isso.
Há pouco tempo,o seu secretário de Turismo, André Campos (PT), disse que João da Costa é o candidato do PT para ganhar ou para perder. É para ganhar ou para perder mesmo?
Isso a gente só vai discutir em 2012. Eu tenho que honrar os compromissos com a população da cidade do Recife, trabalhando muito. E é isso que eu estou fazendo, hoje, aqui. No sábado, lançamos a pedra fundamental da Via Mangue (o ato ocorreu no último sábado). Estamos hoje concretizando o sonho do recifense que era uma alternativa viária para a Zona Sul do Recife, que hoje está estrangulada. Esse compromisso que eu assumi durante a campanha eleitoral estou honrando. Dois mil e onze é ano de trabalho, de muito trabalho. Estamos fazendo isso! E candidatura, eleição, serão discutidas no momento certo, no próximo ano, lá para maio e junho, que é quando tem as convenções partidárias. Será o momento onde a gente terá a definição, e estamos muito confiantes no trabalho que estamos fazendo.
Falando em candidatura, na eleição passada o senhor fez uma série de promessas. Vai dar para
cumprir todas até o final do seu mandato, em dezembro de 2012?
Nós estamos trabalhando para isso. Fazendo coisas até que não foram compromissos assumidos, mas foram oportunidades que foram aparecendo. As principais promessas nós estamos cumprindo. Tudo aquilo que foi assumido, praticamente, hoje tudo já está em andamento, idealizando e concretizando. Ampliamos o Programa de Saúde da Família (PSF). Hoje, ele cobre cerca de 80% da população mais pobre da cidade. Estamos concluindo a licitação de 11 CMEIs (Centro Municipal de Educação Infantil). Já tem três sendo construídos. Vamos chegar, até o final do próximo ano, com 20 sendo concluídos e 20 em licitação. Foram 40 que assumimos o compromisso. Na área de habitação, vamos entregar 30 conjuntos habitacionais, que fazem parte de cinco mil habitações. Iniciamos o projeto de revitalização do Centro do Recife. Estamos trabalhando no Recife Antigo para revitalização daquela área. Estamos fazendo parcerias com o Governo do Estado, com o Governo Federal. Priorizamos uma série de intervenções nas áreas mais pobres do Recife. No final, quando a gente for ver o conjunto da obra - em andamento e concluídas - temos certeza de que o julgamento será favorável.

Humberto Costa alerta que PT precisa se preparar para 2012


Humberto Costa alerta que PT precisa se preparar para 2012 Imprimir Email

alt

Depois de participar da plenária da Região Metropolitana do Recife, que aconteceu no município de Paulista ontem (09), o senador e líder do PT, Humberto Costa, seguiu para Palmares onde participou da plenária da Mata Sul. Participaram representantes de 16 municípios da Mata Sul (Barreiros, Rio Formoso, São José da Coroa Grande, Água Preta, Amaragi, Escada, Gameleira, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Maraial, Primavera, Quipapá, Ribeirão, São Bendito do Sul, Palmares e Xexéu).

Humberto Costa abriu a plenária fazendo uma explanação da conjuntura política nacional e local do Partido dos Trabalhadores e também falou da importância do PT se preparar para as próximas eleições. “Nosso partido e as lideranças locais devem se organizar para ter um bom desempenho eleitoral em 2012. A nível nacional já iniciamos esse processo e aqui em Pernambuco demos o pontapé agora”, avaliou o petista.

As plenárias acontecerão em todo o estado com a realização de plenárias regionais onde será feita uma análise da conjuntura, avaliação do quadro político da região e a preparação para as eleições. O presidente do PT, Pedro Eugênio afirma que “a realização das plenárias serve também para aproximar o PT estadual de todos os municípios, discutir politicamente a atuação do partido em cada cidade e também para preparação das lideranças para as próximas eleições”.

O senador Humberto avaliou positivamente as duas primeiras plenárias que aconteceram no fim de semana “a participação das lideranças dos municípios envolvidos foi muito grande nesses dois dias e isso é muito importante para a articulação e preparação do partido para as eleições municipais”. A previsão é que até o final de agosto aconteçam todas as plenárias regionais.
Depois de participar da plenária da Região Metropolitana do Recife, que aconteceu no município de Paulista, o senador e líder do PT, Humberto Costa, seguiu para Palmares onde participou da plenária da Mata Sul. Participaram representantes de 16 municípios da Mata Sul (Barreiros, Rio Formoso, São José da Coroa Grande, Água Preta, Amaragi, Escada, Gameleira, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Maraial, Primavera, Quipapá, Ribeirão, São Bendito do Sul, Palmares e Xexéu).

Humberto Costa abriu a plenária fazendo uma explanação da conjuntura política nacional e local do Partido dos Trabalhadores e também falou da importância do PT se preparar para as próximas eleições. “Nosso partido e as lideranças locais devem se organizar para ter um bom desempenho eleitoral em 2012. A nível nacional já iniciamos esse processo e aqui em Pernambuco demos o pontapé agora”, avaliou o petista.

As plenárias acontecerão em todo o estado com a realização de plenárias regionais onde será feita uma análise da conjuntura, avaliação do quadro político da região e a preparação para as eleições. O presidente do PT, Pedro Eugênio afirma que “a realização das plenárias serve também para aproximar o PT estadual de todos os municípios, discutir politicamente a atuação do partido em cada cidade e também para preparação das lideranças para as próximas eleições”.

O senador Humberto avaliou positivamente as duas primeiras plenárias que aconteceram no fim de semana “a participação das lideranças dos municípios envolvidos foi muito grande nesses dois dias e isso é muito importante para a articulação e preparação do partido para as eleições municipais”. A previsão é que até o final de agosto aconteçam todas as plenárias regionais.

Em Paulista é assim: se for defunto pobre, tem que entrar na fila pra ser enterrado

O clima é de indignação em Paulista. Moradores  denunciam que não tem vagas no Cemitério municipal, localizado às margens da PE-15, em Arthur Lundgren II. Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores, Genivaldo Ribeiro, todos os dias pela manhã, há confusão no cemitério. "Funcionários estão quebrando as jazigo e gavetas sem autorização de familiares, retirando corpos e fazendo novos enterros", disse.

Genivaldo conta que os "flagras" podem ser vistos no horário da manhã. "Hoje, houve desentendimentos entre familiares de mortos e funcionários do cemitério. Paulista não tem onde enterrar. Tem o Morada da Paz, mas é cemitério de rico", contestou o sindicalista. Nesta terça-feira, a entidade promete ir ao Ministério Público formalizar uma denúncia contra a prefeitura.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

VID 00030 20110721 2024

2º Encontro PTC Paulista


Paulinho. Miza e Feli
Foi realizado hoje (21/07) no Veneza Water Park,  o 2º Encontro do Partido Trabalhista Cristão. A reunião teve como objetivo  a estruturação da Base Executiva Municipal, além da confirmação dos pré-candidatos a vereadores. Esteve presente no evento o Vereador Evanil Belém , que se mostrou propenso a pleitear a continuidade de seu mandato pela legenda, também esteve presente o ex-vereador do Recife, Cordeiro de Deus, que é assessor especial da Câmara de Vereadores do Recife. A cada dia aumenta a afirmação popular que Felipe do Veneza, candidato a Prefeito está nas graças do povo, pois nas pesquisas recentes o seu crescimento é impressionante o que leva a crer que o PTC é um partido a ser respeitado nas esfera municipal  e estadual através do seu sucesso confirmado  em todas as vezes que foi testado nas urnas. 
Miza, felipe e Joab
Evanil Belém e Ramiro
Discusso Evanil Belém

Miza e Cordeiro de Deus

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Carta aos amigos e colaboradores

Em 2012 tenho a pretensão de ser candidato a vereador de Paulista. Não penso em ser candidato apenas por ser. Jamais aqueles que entram na política devem pensar em se servir do povo, mas sim em servir ao povo.

Tenho essa premissa.

Me coloco como pré-candidato a vereador de Paulista porque entendo que a cidade detém diversos problemas e acredito que posso contribuir para uma discussão ampla da cidade como um todo e apresentar propostas.

Uma das preocupações mais inerentes é a questão das drogas que atormenta diversas famílias. O crack é algo muito perigoso e que precisa ter uma ação efetiva do poder legislativo, do executivo e da sociedade civil organizada para que possamos combater com mãos firmes esse mal que assola Paulista.

Minha proposta é de tratar as drogas como uma questão de saúde pública e as equipes de Programa de Saúde da Família precisam ter atreladas aos seus trabalhos ações que possam explicar a questão das drogas nas comunidades. Mostrando aos jovens, em especial, os problemas que advirão do uso de qualquer tipo de droga.

Apresentaremos também uma proposta de incentivo fiscal para empresas que valorizarem a capacitação profissional de jovens em situação de risco. Entendo que a capacitação profissional é fundamental para que os jovens possam sair do risco das drogas e da criminalidade.

No que diz respeito às jovens carentes apresentarei um projeto, também por parte do Programa de Saúde da Família, para que tenhamos apresentações de palestras sobre a gravidez na adolescência, doenças sexualmente transmissíveis, dentre outros pontos.

Seguindo o modelo de São Paulo, apresentarei o projeto Mãe Paulistence que consistirá em dar às mães carentes toda a assistência do pré-natal até um ano de nascimento da criança para que as nossas crianças tenham boa perspectiva de vida e acompanhamento médico. As mães também terão acompanhamento psicológico para que possam entender os desafios de criar uma criança.

No que diz respeito às universidades, apresentarei um projeto de incentivo àquelas que abrirem aos fins de semana para que jovens de comunidades carentes possam ter palestras, minicursos gratuitos, etc. O programa será Comunidade na Universidade.
Irei sugerir ao Poder Executivo, no caso a Prefeitura da Cidade de Paulista, a criação da Ação Integrada Pela Juventude que compreenderá estas propostas viabilizando uma condição melhor para o jovem paulistence.

Na esteira do apoio às minorias, tenho como proposta a criação da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência para que possamos cuidar das pessoas que tenham qualquer tipo de dificuldade. O intuito será criar um Cadastro Único da Pessoa com Deficiência para que possamos identificar tais pessoas e efetivar políticas públicas para o segmento. Tendo em vista que não são poucas as pessoas que possuem qualquer tipo de deficiência e têm sua vida dificultada.

Entendo ser de fundamental importância a fiscalização e intensificação das obras do Projeto Porto Arthur, precisamos cobrar da Prefeitura do Jaboatão e do Governo do Estado a execução e conclusão de projetos num menor espaço de tempo possível o que implicará em um maior desenvolvimento a nossa cidade.

Em breve iremos iniciar conversas presenciais com setores da sociedade para que possamos aprimorar as propostas e apresentar um projeto viável de candidatura ao Poder Legislativo do Paulista.

Quem quiser participar do nosso projeto pode entrar em contato via e-mail: mizaptc2012@gmail.com

Seu amigo da Compesa , Miza  - Vereador 2012.
Juntos podemos mais.

terça-feira, 19 de julho de 2011

Correndo por fora

 

Todos os dias várias articulações já estão sendo feitas, já pensando nas eleições do próximo ano, um dos pré-candidatos que já está correndo por fora é o Gerente Felipe do Veneza, que depois de passar um tempo resolvendo seus problemas de trabalho, já está sendo visto nas ruas da cidade caminhando a todo vapor. Felipe que deve se filiar ainda este mês no Partido Trabalhista Cristão, está se articulando bem e está disposto a tudo para chegar ao cargo de Prefeito da cidade.

PODER PÚBLICO, EMPRESÁRIOS E SOCIEDADE DISCUTEM OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO

 

Secretaria de Planejamento
 e Meio Ambiente


A Secretaria de Planejamento e Meio Ambiente do Paulista promove nesta quarta-feira (20.07), das 8 ao meio-dia, o evento Círculos de Diálogo. O encontro vai reunir poder público municipal, empresários, dirigentes do Sesi do Paraná, Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) e sociedade civil. O grupo terá a missão de apresentar propostas de ações integradas pautadas nos Objetivos do Milênio (ODM) que devem ser alcançados até 2015. A programação ocorre na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Mórmons), na Avenida Floriano Peixoto, s/n, área central do município.
      O evento envolve uma agenda de responsabilidade social e ambiental definida pela Organização das Nações Unidas (ONU) com a participação de 191 países. Estarão em análise oito objetivos: como o fim da fome; educação para todos; igualdade de gênero; redução da mortalidade infantil; melhoria da saúde da gestante; combate à AIDS e outras doenças; respeito ao meio ambiente e trabalho pelo desenvolvimento.

sábado, 16 de julho de 2011

Comunidade - PSL Brasil - Software Livre Brasil

Comunidade - PSL Brasil - Software Livre Brasil

Aos que trabalharam para o POVO vem aí 2012...

ELEIÇÕES 2008: VEREADORES ELEITOS EM PAULISTA-PE

Vereadores eleitos no município de Paulista-PE:

1. BABU (4.171)
2. TONICO (2.670)
3. EVANIL BELÉM (2.664)
4. AUGUSTO COSTA (2.543)
5. JUNIOR MATUTO (2.382)
6. PROFESSOR DENIS (2.374)
7. MARCOS BREXA (2.325)
8. EDMILSON DO PAGODE (2.151)
9. JOÃO MENDONÇA (1.954)
10. VALMIR NOBRE (1.853)
11. FÁBIO BARROS (1.683)
12. FABIANO PAZ (1.612)
13. JUNIOR DA LOCADORA (1.583)
14. SILVIO MOURA (1.344)

Fonte: TRE (Divulga 2008)
Esse homens representaram os 450.000 habitantes do nosso município por 04 anos, de fato quem trabalhou pelo POVO?
Quais merecem continuar?
Quando procurado, qual te recebeu de braços abertos?
E qual deles resolveu o seu problema?

Essa perguntas só saberemos as respostas em Outubro de 2012, até lá vamos trabalhar...

"Disse Daniel: Seja bendito o nome de Deus, de eternidade a eternidade, porque dele é a sabedoria e o poder; é ele quem muda o tempo e as estações, remove reis e estabelece reis; ele dá sabedoria aos sábios e entendimento aos inteligentes." (Daniel 2.20-21)

CADÊ O NOSSO DINHEIRO?

Paulista recebe 1,5 Milhões, para Urbanizações


A Secretaria das Cidades se prepara para iniciar uma série de projetos destinados a urbanização e implantação de melhorias em bairros populares em Pernambuco. A ação, que será executada pela Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab), contará com recursos da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-2). Ao todo, R$
364 milhões serão repassados, pelo Governo Federal, a partir do próximo dia 7 de dezembro.
Nas cidades de Abreu e Lima, Camaragibe, Garanhuns, Goiana, Igarassu, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Paulista, Petrolina, Recife, São Lourenço da Mata e Serra Talhada, os recursos serão aplicados no desenvolvimento de 16 projetos que incluirão obras de urbanização e construção de equipamentos públicos que ofereçam serviços essenciais, como creches, espaços para esporte, lazer e cultura. Ao todo, 46 mil famílias serão diretamente beneficiadas.
Além disso, os municípios de Goiana, Olinda, Recife e Cabo de Santo Agostinho também receberão investimentos para a construção de habitações dentro do Programa Minha Casa, Minha Vida, beneficiando outras 27 mil famílias.
O secretário das Cidades, Dilson Peixoto, ressalta a importância do PAC-2. “A chegada destes recursos reforça ainda mais a parceria entre os governos Estadual, Federal e os municípios pernambucanos no processo de construção da transparência, inclusão social e qualidade de vida para a população. Esse é definitivamente um programa de integração nacional”.
PAC – O Programa de Aceleração do Crescimento é o maior projeto estratégico já desenvolvido no País e está mudando o jeito de planejar e executar os investimentos. A primeira etapa do programa teve como principal objetivo o crescimento do ritmo da economia, combinando a geração de empregos, distribuição de renda e inclusão social.
Para esta segunda etapa do programa, o Ministério das Cidades selecionou 1.258 ações, entre obras e projetos, que somam R$ 11,80 bilhões em investimentos. O processo foi realizado em conjunto entre governo federal, prefeituras e governos estaduais, por meio de cartas-consulta, priorização de propostas enquadradas e entrevistas técnicas.
Confira abaixo a lista de projetos e obras beneficiadas pelo PAC 2 em Pernambuco:

1 - Abreu e Lima: Elaboração de estudos e projetos para urbanização – Assentamento Caetés I.
Investimento: R$ 140.000,00 (OGU)

2 - Cabo de Santo Agostinho: Urbanização - Vila Suape, Vila Gaibu, Vila Nazaré, Cepovo, Nova Tatuoca, Massangana, Dois Irmãos e Vila Claudete – SUAPE.
Investimento: R$ 5.300.000,00 (OGU)
 R$ 83.450.000,00 (FIN)
Habitações: Investimento: R$ 109.900.000,00

3 - Camaragibe: Elaboração de estudos e projetos para urbanização - Bacia do Rio Capibaribe trecho Camaragibe.
Investimento: R$ 2.610.000,00 (OGU)

4 - Garanhuns: Elaboração de estudos e projetos para urbanização - comunidade da Liberdade.
Investimento: R$ 350.000,00 (OGU)
5 - Goiana: Elaboração de estudos e projetos para urbanização - Favela das Malvinas.
Investimento: R$ 140.000,00 (OGU)

6 - Goiana: Urbanização - Loteamento Oswaldo Rabelo

Investimento: R$ 4.920.000,00 (FIN) / Habitações: R$ 20.340.000,00

7 - Igarassu: Elaboração de estudos e projetos para urbanização - Ruas Piauí e Paraná.
Investimento: R$ 30.000,00 (OGU)

8 - Ipojuca: Elaboração de estudos e projetos para urbanização - ZEIS de Rurópolis de Ipojuca.
Investimento: R$ 860.000,00 (OGU)
9 - Jaboatão dos Guararapes: Elaboração de estudos e projetos para urbanização - assentamento Aritana
Investimento: R$ 460.000,00 (OGU)

10 ­- Olinda: Elaboração de estudos e projetos para urbanização - assentamentos Alto da Nação, Monte, Guadalupe e Amaro Branco.
Investimento: R$ 1.560.000,00 (OGU)
11 - Olinda: Urbanização - UE11 E 12 Beberibe : R$ 47.040.000,00 (OGU)
Investimento: R$ 40.720.000,00
 12 - Paulista: Elaboração de estudos e projetos para urbanização - Beira Mangue / Vila Aparecida.
Investimento: R$ 1.520.000,00 (OGU)
13 - Petrolina: Elaboração de estudos e projetos para urbanização - assentamento precário.
 Investimento:  R$ 30.000,00 (OGU)
14 - Recife: Elaboração de estudos e projetos para urbanização - ZEIS Santo Amaro.
R$ 1.560.000,00 (OGU)
Recife: Urbanização - UE23 Beberibe. R$ 9.710.000,00 (OGU)
Recife: Urbanização - Zeis Sítio Grande e Dancing Days.
Investimento:  R$ 3.950.000,00 (FIN) / R$ 24.300.000,00
15 - São Lourenço da Mata: Elaboração de estudos e projetos para urbanização - Margem do Rio Capibaribe - trecho São Lourenço da Mata.
 Investimento:  R$ 5.500.000,00 (OGU)

16 - Serra Talhada: Elaboração de estudo e projrtos para urbanização - assentamento precário.

Investimento: R$ 220.000,00 (OGU)

Alameda Paulista na espera do Posto de Saúde

CADÊ O POSTO MÉDICO DA ALAMEDA?

A Associação de Moradores da Alameda Paulista


A  Associação de moradores dou uma parte do terreno para ser construído um Posto de Saúde da Família  no intuito de  beneficiar 500 famílias do Conjunto Residencial Alameda Paulista,  cópias dos documentos de doação em cartório, e cópias da planta baixa, estão em poder da diretoria da Associação, e por fim tivemosconhecimento que a verba  para a obra já foi liberada e até então nem uma placa foi colocada no local da obra como vimos na foto abaixo...
 *** Estamos de Olho e POVO também ****

sexta-feira, 15 de julho de 2011

FATOS E FOTOS DA CONFERÊNCIA DE SAÚDE DE PAULISTA



Ontem em Paulista, houve o encerramento  da 5ª Conferência Municipal de Saúde,com o tema: “Todos usam o SUS”. O evento teve seu  início inicio no dia 12,e prosseguiu nos dias 13 e 14. A finalidade da conferência foi de avaliar a situação da saúde no município,conforme as regras o SUS,definindo diretrizes  para garantia da saúde da população. E o principal,possibilitar o fortalecimento da participação social objetivando garantir e implantar o SUS.
Como em toda conferência,apresentou-se ao pleno, os temas polêmicos,dentro de um aspecto democrático para construção da política de saúde com foco de abrangência municipal,estendendo-se a esfera estadual e até federal.  
A participação popular foi efetiva e ativa,além de ser pacífica,tendo um  retrospecto positivo, na discussão e avaliação das melhores propostas para melhoria da saúde,apesar dos entraves, que são normais e que  acontecem em todas  conferências.
Quase todas as propostas dos grupos tiveram destaques e o campeão foi o eixo: Participação  da Comunidade e Controle Social, que teve supressão de texto,e em cada proposição,e só foi aprovada, após ampla defesa. Onde as propostas eram viáveis e  boas para a comunidade e buscando o melhor desempenho da equipe de saúde.  Ao final dos trabalhos,foi realizada a eleição para os delegados que irão a Conferência do Estado. Os Trabalhadores na área de Saúde, tiveram 07 (sete) vagas, para Delegados, nos dias 09, 10 e 11 de Outubro de 2011. (As  fotos de cima para baixo temos: as excelentes odontólogas
Flávia & Cecília do PSF 01 e 02 de Jardim Paulista,vindo  em seguida a quase enfermeira Mary e a queridissíma Dra. Giulliana. Completando o quadro temos fotos do pleno e dos delegados eleitos.)